Amazonas registra mais de 75 mil inscritos no Concurso Público Nacional Unificado

No Amazonas, o Concurso Unificado terá nove cidades de prova, sendo elas, Coari, Itacoatiara, Lábrea, Manaus, Manicoré, Parintins, São Gabriel da Cachoeira, Tabatinga e Tefé

O Estado do Amazonas registrou 75.904 mil inscritos no Concurso Nacional Público Unificado (CNPU). A informação é do Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI). Foram mais de 2,6 milhões de inscritos em todo o país.

Para garantir a participação no certame, os inscritos devem efetivar o pagamento da taxa de inscrição, por meio da Guia de Recolhimento da União (GRU), até esta sexta-feira (16/2). As taxas são de R$ 90,00 para cargos de nível superior e de R$ 60,00 para cargos de nível médio. O CNPU oferece 6.640 vagas para 21 órgãos da administração pública federal. As provas ocorrerão em 220 cidades no mês de maio.

Provas no Amazonas

No Amazonas, o Concurso Unificado terá nove cidades de prova, sendo elas, Coari, Itacoatiara, Lábrea, Manaus, Manicoré, Parintins, São Gabriel da Cachoeira, Tabatinga e Tefé.

Os cargos disponíveis para o Estado são analista administrativo, analista em reforma e desenvolvimento agrário e engenheiro agrônomo para o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra); analista em Ciência e Tecnologia com especialidade em engenharia, analista em C&T com especialidade em engenharia civil, analista em C&T com especialidade em Engenharias e Ciências Exatas, analista em C&T com especialidade em Tecnologia da Informação, analista em C&T com especialidade em Políticas Públicas de Ciência, Tecnologia e Inovação, analista em C&T com especialidade em Direito, analista em C&T com especialidade em Políticas Públicas de Ciência, Tecnologia e Inovação, analista em C&T com especialidade em Comunicação Social e analista em C&T para qualquer área de formação para atuar no Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação – MCTI.

Há ainda oportunidades para analista de planejamento, gestão e infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas, tecnologista em Informações Geográficas e Estatísticas, e técnico em Informações Geográficas e Estatísticas para atuar no Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE); especialista em indigenismo com foco em engenharia agronômica, especialista em indigenismo com foco em antropologia, especialista em indigenismo com foco em assistência social, especialista em indigenismo com foco em economia, especialista em indigenismo com foco em administração, especialista em indigenismo com foco em arquivologia, especialista em indigenismo com foco em contabilidade e técnico em indigenismo para atuar na Fundação Nacional dos Povos Indígenas (FUNAI).

A divulgação dos resultados das provas objetivas e preliminares das provas discursivas e redações será realizada em 3 de junho. O resultado definitivo será anunciado em 30 de julho. A etapa de convocação para posse e realização de cursos de formação começará no dia 5 de agosto.

Com informações da assessoria