Daniel Alves é condenado a 4 anos e meio de prisão por agressão sexual

A Justiça da Espanha também ordenou que Alves, que sempre afirmou que a relação sexual foi consensual, pagasse 150 mil euros à vítima.

O jogador brasileiro Daniel Alves foi condenado a quatro anos e meio de prisão por ter agredido sexualmente uma mulher em uma boate de Barcelona em 2022. A decisão aconteceu nesta quinta-feira (22/02).

A Justiça da Espanha também ordenou que Alves, que sempre afirmou que a relação sexual foi consensual, pagasse 150 mil euros à vítima.

“A sentença considera que foi provado que a vítima não consentiu e que há provas, além do testemunho do autor, para considerar o estupro provado”, disse o tribunal (a Audiência Provincial de Barcelona) em um comunicado.

O promotor havia pedido uma pena de nove anos de prisão para Alves. O veredicto pode ser objeto de recurso.