DNIT ouve população sobre a BR-319 no próximo dia 16/01, em Porto Velho

O grupo de trabalho vai apresentar à sociedade local os principais pontos da proposta estudada para pavimentar a rodovia

Integrantes do grupo de trabalho do Ministério dos Transportes, por meio do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), vão realizar uma reunião na próxima terça-feira (16/01) com a população de Porto Velho (RO) sobre a importância da pavimentação da rodovia BR-319.

O grupo de trabalho vai apresentar à sociedade local os principais pontos da proposta estudada para pavimentar a rodovia, única ligação rodoviária de Manaus e Porto Velho com o resto do país. A audiência está prevista para começar às 9h30 (horário local, 10h30 de Brasília) no Auditório da Superintendência local do DNIT.

Estão confirmadas as presenças do secretário-executivo do Ministério dos Transportes, George Santoro; da secretária nacional de Transporte Rodoviário, Viviane Esse; do subsecretário de Sustentabilidade, Cloves Benevides; e do diretor-executivo do DNIT, Carlos Barros, além de outros representantes da pasta. Foram convidadas entidades como Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA), Federação das Indústrias de Rondônia, associações indígenas, entidades de apoio à construção da BR-319 e acadêmicos.

Resposta a empresários amazonenses

O Ministro dos Transportes, José Renan Calheiros Filho, falou sobre o processo de recuperação da BR-319, conforme demanda de cada órgão responsável pela avaliação da obra na rodovia, em resposta à Fecomércio Amazonas. A entidade, que representa os empresários amazonensee e divulgou a nota nesta quinta-feira (11/01), pediu urgência na recuperação e a manutenção frisando a importância da pauta para o abastecimento de mercadorias e serviços para o Estado.

Sobre o trecho do meio, ele informou que o DNIT possui dois contratos de ‘Elaboração de Estudos e Projetos Básico e Executivo de Engenharia para Pavimentação e Melhoramentos’, incluindo Obras de Artes Especiais, para o trecho do km 250,70 ao km 656,40, o qual se encontram em fase de elaboração do projeto básico de engenharia.