Eleição 2024: Manaus já tem seis pré-candidatos ‘oficiais’ à prefeitura

Outros nomes deverão ser confirmados com a chegada do período eleitoral

A sete meses das eleições, Manaus já conta com ao menos seis pré-candidatos a prefeito da capital amazonense. O último a anunciar a pré-candidatura de forma oficial foi o presidente da Assembleia Legislativa do Estado (Aleam), deputado Roberto Cidade, que colocou, na noite de segunda-feira (25/03), seu nome à disposição do União Brasil, mesma sigla do governador Wilson Lima.

Além de Cidade estão confirmados Amom Mandel (Cidadania), Wilker Barreto (Mobiliza 33), Maria do Carmo Seffair (Novo), Capitão Alberto Neto (Partido Liberal) e o atual prefeito David Almeida (Avante), que deverá tentar à reeleição. Apesar de não ter feito ainda um anúncio oficial sobre sua pré-candidatura, o chefe do Executivo Municipal tem se colocado como pré-candidato, inclusive, chegou a dizer que a irmã dele, Dulce Almeida, será a coordenadora da campanha.

Cidade

O lançamento do nome do representante do União Brasil para a disputa municipal foi feito pelo presidente nacional da sigla, Antônio Rueda e pelo presidente estadual do partido, o governador Wilson Lima. O evento contou com a presença de representantes dos dez partidos políticos que compõem o arco de alianças do União Brasil em Manaus.

Roberto Cidade tem o apoio do governador Wilson Lima e o presidente nacional do União Brasil (Foto: Divulgação)

“Manaus merece ter um administrador que não queira fazer ‘ficela’, mas que ao contrário disso, tenha compromisso de realizar, de fazer as entregas que a nossa cidade precisa. Hoje se inicia uma história de desafios, de lutas e, não tenho dúvidas, de vitórias. Me sinto pronto, preparado para administrar Manaus. Falo com muito orgulho que tenho ao meu lado o governador Wilson Lima, o presidente Rueda, um forte arco de alianças, dezenas de lideranças políticas e, sobretudo, que tenho ao meu lado o povo de Manaus. Vamos construir um plano de governo que vai, verdadeiramente beneficiar nossa capital, com as entregas que nossa cidade precisa e merece. Com união, a gente consegue vencer as batalhas e nós aqui, todos nós estamos unidos por Manaus”, afirmou o pré-candidato.

PL

Alberto Neto oficializou a sua pré-candidatura, na semana passada, com apoio do presidente estadual do PL, Alfredo Nascimento, e do ex-presidente Jair Bolsonaro. A escolha do parlamentar elimina a possibilidade de o Coronel Menezes ser o pré-candidato do PL nessas eleições.

O ex-superintendente da Suframa vinha sendo cotado como vice em uma chapa pura sangue do partido, desde o início de fevereiro. No entanto, rachas dentro do partido culminaram com a saída dele do PL, nesta segunda-feira (25/03), durante o evento que oficializava a pré-candidatura de Roberto Cidade.

Barreto e Amom

Já Wilker Barreto teve que ir para o tudo ou nada para poder concorrer como pré-candidato a prefeito. Ele era do Cidadania, que demonstrou querer o deputado federal Amom Mandel como o postulante oficial, mas decidiu sair da sigla no início de março e migrou para o Mobiliza (antigo PMN).

Wilker mudou de partido para poder participar do pleito (Foto: Divulgação)

“Essa pré-candidatura não é do Wilker Barreto, é de vocês. Eu gosto muito de uma frase que eu uso muito: quem ama, cuida, quem gosta, cuida. A forma que eu tenho para contribuir com a minha cidade e garantir uma Manaus melhor para os meus filhos é não permitir ver o nosso povo sofrer nas mãos do sistema”, pontuou.

Amom Mandel foi o primeiro a anunciar a pré-candidatura oficialmente. Ele fez o anúncio após conversar com o senador Plínio Valério (PSDB), que ficou chateado com a afirmação do deputado federal – que teria deixado dúvidas se participaria ou não do processo eleitoral deste ano -, e o pressionou a seguir o combinado previamente pela federação PSDB – Cidadania.

David Almeida
Dulce vai coordenar a campanha do irmão à reeleição (Foto: Divulgação)

No último dia 21 de março, o prefeito de Manaus, David Almeida, anunciou sua irmã, Dulce Almeida, como coordenadora geral da campanha à reeleição. “Este ano, Dulce não será candidata a nenhum cargo. Ela deverá sair da secretaria para coordenar a minha campanha”, disse.

O discurso aconteceu durante um encontro realizado pelo Avante com pré-candidatos a vereador. Dulce deverá deixar o cargo de secretária em abril para apoiar o seu irmão nas eleições municipais de 2024.

Esquerda dividida

Enquanto alguns nomes se confirmam, os partidos de esquerda ainda não definiram os possíveis pré-candidatos para formar uma chapa forte na corrida pela Prefeitura de Manaus. Nomes não faltam. Já se prontificaram a serem pré-candidatos: Eron Bezerra (PCdoB), Marcelo Amil (PSOL), Valdemir Santana (PT), Anne Moura (PT) e José Ricardo (PT), entre outros.

Os partidos que formam a esquerda ainda estão divididos sobre quem escolher para apoiar no pleito. No entanto, tratativas vêm sendo feitas para a escolha de um único nome que represente a Federação.