Empresa sul-coreana vai investir mais de R$ 750 milhões para se instalar no Polo Industrial de Manaus

O destino da produção será o mercado de exportação voltado para as Américas do Norte e Sul

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti) recebeu, nesta segunda-feira (18/03), representantes da DS Multimedia Kiota. Em pauta, o grupo sul-coreano da área de tecnologia e energia sustentável anunciou ao titular da secretaria, Serafim Corrêa, o investimento de 150 milhões de dólares (mais de R$ 752 milhões, na cotação atual) na implantação de uma fábrica no Polo Industrial de Manaus (PIM), que deverá gerar 3 mil empregos diretos e indiretos.

O secretário Serafim Corrêa destacou a iniciativa de forma positiva do grupo DS Multimedia Kiota e ressaltou que o Governo do Amazonas está de portas abertas para receber todos aqueles que projetam novos negócios na região, criando oportunidades, mais empregos e investimentos em pesquisa.

“A Zona Franca de Manaus é cada vez mais reconhecida por seu ambiente de negócios favorável e pelos incentivos fiscais que foram mantidos na Reforma Tributária aprovada pelo Congresso Nacional. Por isso, tem atraído investidores de diversas partes do mundo. Temos certeza de que essa parceria entre Brasil e Coreia do Sul será de grande valia e êxito”, afirma Corrêa.

De acordo com o consultor da DS Multimedia Kiota, Ulisses Albuquerque, esta será a primeira unidade fabril na Zona Franca de Manaus. A companhia possui fábricas próprias na Coreia do Sul, Singapura e Malásia e joint ventures no Cazaquistão, Brunei e Angola.

“As instalações da fábrica estão previstas para o mês de maio. Traremos esse investimento para Manaus na cadeia de suprimentos, produção de eletroeletrônicos e inovação tecnológica”, confirmou o representante do grupo.

O destino da produção será o mercado de exportação voltado para as Américas do Norte e Sul. Além disso, o grupo pretende criar um Centro de Inovação Tecnológica visando o desenvolvimento de novos produtos e a concepção de projetos oriundos por transferência internacional de tecnologia própria. Os investimentos estão sendo agendados para serem aplicados ainda em 2024.

Com informações da assessoria