‘FGTS Futuro’: modalidade que alivia parcelas da casa própria deve sair em março

A proposta permite que o trabalhador utilize créditos que ainda serão depositados no Fundo para abater ou amortizar prestações de imóveis financiados pelo programa

A modalidade que libera o uso do saldo futuro do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, conhecido com “FGTS Futuro”, em financiamentos imobiliários deve começar a valer em março, segundo o ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Wellington Dias.

À CNN, o ministro confirmou que o fundo deve ser usado por beneficiários do Minha Casa Minha Vida (MCMV).

A proposta permite que o trabalhador utilize créditos que ainda serão depositados no Fundo para abater ou amortizar prestações de imóveis financiados pelo programa.

Aprovada pelo Conselho Curador do FGTS ainda no governo do ex-presidente Jair Bolsonaro, a modalidade depende de regulamentação e deve ser tema da próxima reunião do colegiado, que está marcada para acontecer no dia 19 de março.