Janones e Nikolas Ferreira quase saem no tapa em briga na Câmara: “Dou na sua cara”, “você é um frouxo”

Briga começou por conta da sessão do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, que arquivou a representação do PL contra Janones por suposta prática de "rachadinha"
Eleitos por Minas Gerais, Janones e Nikolas trocaram ofensas e ameaças na Câmara dos Deputados (Foto: Divulgação/Agência Câmara)

O clima ficou “pesado”, nesta quarta-feira (05/06), na Câmara dos Deputados, que se tornou palco de uma confusão envolvendo, principalmente, parlamentares do PL e André Janones, do Avante. A briga começou durante a tumultuada sessão do Conselho de Ética, que, por 12 votos contra 5, arquivou a representação apresentada pelo Partido Liberal contra Janones por suposta prática de “rachadinha”.

Após o arquivamento do caso pelo colegiado, deputados apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e da base do presidente Lula começaram a trocar insultos, provocações e ameças. Parlamentares bolsonaristas chegaram a partir para cima de Janones enquanto o mesmo ainda se encontrava sentado em sua bancada.

Porém, logo em seguida, a confusão se concentrou entre Janones, que é do Avante, e Nikolas Ferreira, do PL, sendo ambos deputados por Minas Gerais. Os dois quase saem no tapa durante bate-boca nos corredores da Casa que contou com ofensas e troca de ameaças. Devido ao clima tenso, eles precisaram ser apartados por assessores e policiais legislativos. “Dou na sua cara com um soco, seu otário”, disse Janones. “Pode vir, bate”, respondeu Nikolas.

A situação escalou. “Você é um frouxo, você é um mentiroso. Seu m****. Vamos lá fora então, quero ver”, disse Nikolas.

“Vamos só nós dois. Tira a gangue, tira a gangue, tira a gangue. Vagabundo, boiola, tomar no seu c*, Bandido. É só nós dois. Vem cá”, respondeu Janones.

“Pode vir, bate, bate, ‘rachadinha'”, prosseguiu Nikolas. “Moleque golpista. Pau no seu c., seu moleque. Dou na sua cara com um soco, seu otário”, ameaçou Janones.

“É muito fácil. Está correndo. Vem cá, seu filho da puta”, prosseguiu Janones. “Você é um frouxo mentiroso. É isso o que você é. Seu lixo”, rebateu Nikolas.

Boulos x Marçal

Antes da confusão entre Janones e os deputados do PL, a sessão do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados testemunhou um bate-boca entre os pré-candidatos à Prefeitura de São Paulo Guilherme Boulos (PSOL) e Pablo Marçal (PRTB), que participou da reunião, mesmo não sendo parlamentar ou assessor legislativo.

“Trouxeram até coach picareta para vir tentar tumultuar essa sessão. Espero muito que não venda sua candidatura para o prefeito Ricardo Nunes. Vá até o fim, que eu quero te enfrentar nos debates”, disse Boulos. “Tá com medo”, gritou Marçal rindo e com o celular em mãos, enquanto fazia transmissão ao vivo.

O pré-candidato do PRTB sentou-se nas cadeiras reservadas para deputados federais e assessores parlamentares, ainda que ele não seja nenhum dos dois. Marçal ainda usou um broche exclusivo aos parlamentares mesmo sem ter mandato, sendo acusado de “estelionato” por tentar enganar as pessoas.

Arquivamento

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados arquivou, por 12 votos contra 5, a representação do PL contra o deputado André Janones por suposta prática de “rachadinha”.

O relator do processo disciplinar, deputado Guilherme Boulos, recomendou o arquivamento. Ele afirmou que a denúncia de “rachadinha” será investigada pela Justiça, e destacou que o conselho não pode julgar atos anteriores ao mandato atual.

“O relatório não entra no mérito. Existem precedentes de casos que ocorreram antes da atual legislatura que sequer foram trazidos ao Conselho de Ética, como os dos atos do Oito de Janeiro. Não pode ter dois pesos e duas medidas”, argumentou Boulos.

Com informações da Agência Câmara de Notícias