MP-AM vai investigar irregularidades no curso de formação do Corpo de Bombeiros do Amazonas

A portaria foi emitida na edição de terça-feira (14/05) do Diário Oficial do MP-AM

O Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM) instaurou inquérito civil para investigar possíveis excessos e irregularidades no curso de formação do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) ministrado aos alunos convocados no último certame, cujo edital data de 2021.

A portaria foi emitida na edição de terça-feira (14/05) do Diário Oficial do MP-AM (Dompe), pela 60ª Promotoria de Justiça Especializada no Controle Externo da Atividade Policial e Segurança Pública, que investiga o caso.

Entre as medidas iniciais adotadas pelo MP-AM, por meio do inquérito, estão a solicitação de informações ao Comando do CBMAM, responsáveis pelo curso, sobre os candidatos aprovados ocorrências durante a formação, desistências, regulamentação dos padrões físicos e eventuais reclamações recebidas. Além disso, foi requisitada à Corregedoria-Geral do Sistema de Segurança Pública do Amazonas a lista de denúncias ou reclamações relacionadas a práticas ilegais ou irregulares nos cursos de formação.

O inquérito visa evitar prejuízos na adequada formação dos bombeiros militares do certame, bem como contribuir com o estabelecimento de instrução pautada em padrões de eficiência, hierarquia e disciplina militares compatíveis com a formação dos integrantes de Corporação Militar voltados para o salvamento, proteção da vida e incolumidade física das pessoas.

Com informações da assessoria