Píer turístico começa a ser instalado no mirante Lúcia Almeida

Estrutura dará suporte para a operação turística do local
Ponte de 75 metros foi acolada ao mirante nesta sexta-feira (10/05) – (Foto: Divulgação/Semcom)

A primeira ponte do píer turístico “Manaus 355” foi acoplada, na manhã desta sexta-feira (10/05), ao mirante Lúcia Almeida, no complexo de São Vicente, no Centro, zona Sul, . A estrutura possui 75 metros e pesa 160 toneladas e é parte de um conjunto de três pontes que darão suporte para a operação turística do local, que já é o novo point de atração de visitantes da cidade.

“Essa é a primeira estrutura de 75 metros. Nós ainda vamos ter mais duas pontes para acoplar ao píer, onde nós vamos fazer toda a operação turística como passeios para o Encontro das Águas, para a tribo indígena, passeio com boto, dando uma condição para o turista melhor do que nós temos. Então, nós melhoramos essa infraestrutura, e dessa forma Manaus ganha um píer atrativo e que se consolida como um ponto turístico da cidade de Manaus, com todo o complexo do mirante sendo entregue”, afirmou o prefeito David Almeida, que esteve no local para vistoriar a instalação da ponte.

O chefe do Executivo municipal reforçou ainda, que o novo ponto turístico vem para fomentar a procura da capital amazonense pelos turistas.

“Será atrativo para os turistas e para a população em geral. Aqui nós vamos colocar uma série de operações, como passeio de jet ski, estruturas que comportem a realização para eventos náuticos, canoagem, wakeboard, opções para que a população de Manaus possa contemplar bem o centro da cidade, essa novidade”, destacou Almeida.

Atração turística

Além da ponte instalada hoje, o píer turístico “Manaus 355”, que será instalado no mirante Lúcia Almeida, tem mais duas pontes de ligação, de 60 metros, com 115 toneladas cada. Outros dois flutuantes de apoio para a ligação das pontes medem 18 metros por 12 metros e pesam 62 toneladas, cada.

Os flutuantes ainda estão no estaleiro, onde toda a estrutura foi montada. “O píer turístico já está sendo montado no mirante neste primeiro semestre deste ano, com a subida do rio Negro, permitindo as manobras das peças, e a estrutura vai permitir que o turista, visitante e morador da cidade desembarquem na ilha de São Vicente e já passem a vivenciar uma parte da história de Manaus”, destacou o diretor-presidente do  Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb). Carlos Valente.

Atividades

Acompanhando a operação, o diretor de Planejamento Urbano do Implurb, arquiteto e urbanista Pedro Paulo Cordeiro, lembrou que o píer faz parte do complexo para poder atrair todas as atividades e incentivar o turismo, aproveitando o potencial da paisagem natural.

“É exatamente isso que nós queremos para Manaus. Nós estamos criando todo esse atrativo, assim como o que nós já temos, como a própria Ponta Negra, e futuramente o parque Encontro das Águas. Ou seja, isso faz parte de um grande projeto onde se pretende transformar Manaus realmente em uma cidade turística”, comentou Pedro Paulo.

Construção

Mirante Lúcia Almeida fica no Centro (Foto: Divulgação/Semcom)

A construção do píer foi feita em um estaleiro na zona Oeste e envolveu um total de três frentes de obras, incluindo o porto, as pontes e as poitas. Também já estão na área do mirante as 14 poitas que vão ancorar as estruturas do píer.

A primeira estrutura, a do maior atracadouro (flutuante), mede 12 metros por 80 metros, pesando quase 300 toneladas. Esse atracadouro já está nas águas e ficará ancorado no próprio estaleiro esperando as pontes serem levadas.

Poitas

A poita é um objeto usado como peso submerso, para ancorar embarcações, boias, plataformas e outros. Neste caso, as 14 poitas vão ancorar as estruturas do píer, permitindo sua flutuabilidade com a subida e descida das cotas do rio Negro.

Posteriormente, as poitas serão lançadas no rio Negro em suas posições definitivas. As poitas funcionam como as âncoras onde o porto ficará amarrado, ficando no meio do rio. Toda a operação turística que envolve a hidrografia da Amazônia chegará e partirá desse píer turístico. Ele terá essa função de dar um suporte adequado, com segurança e com conforto para as operações do turismo em Manaus.

O píer será uma estrutura de atracação de embarcações de pequeno e médio portes, voltado para o trade turístico e de pacotes fluviais no Centro e entorno.