Piscicultura de Iranduba é reforçada com 27 aeradores para triplicar produção

Os piscicultores terão a possibilidade de introduzir novas técnicas, modernizar a produção e, assim, aumentar a capacidade produtiva
Os aeradores são equipamentos utilizados para manter a qualidade da água em viveiros de piscicultura (Foto: Divulgação/Idam)

A piscicultura em Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus) foi reforçada. Nove piscicultores locais receberam 27 aeradores utilizados na modernização da atividade que podem até triplicar, de forma sustentável, a produção de peixes nos locais onde são utilizados, segundo o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam), o responsável pela viabilização do equipamento.

Para garantir os aeradores aos piscicultores, o Idam elaborou o processo de cadastramento, que foi submetido ao edital de Doação Onerosa da Agência de Desenvolvimento Sustentável do Estado do Amazonas (ADS). Com o ‘sinal verde’ da ADS, os técnicos da Unidade Local (UnLoc) Idam/Iranduba orientaram os nove beneficiários sobre os procedimentos e viabilizaram o transporte dos equipamentos, na última sexta-feira (17/05), que serão utilizados em tanques de piscicultura.  

“Agora, os piscicultores terão a possibilidade de introduzir novas técnicas, modernizar a produção e, assim, aumentar a capacidade produtiva de peixes, uma vez que o uso dos aeradores proporciona o aumento da produtividade por hectare (de 6 a até 18 toneladas por hectare)”, observou o gerente da UnLoc Idam/Iranduba, Jean Frank Cavalcante, ao acrescentar que os dispositivos são utilizados na atividade para incorporar oxigênio na água e evitar erosão nos taludes.

O gerente destacou que a demanda por aeradores no município tem crescido e o Idam não tem medido esforços para garantir viabilizar o equipamento aos produtores de peixe. “A UnLoc Idam/Iranduba já conta com um cadastro para aquisição de 50 equipamentos no aguardo de abertura de novos editais de Doação Onerosa pela ADS”, adiantou.

Mais detalhes

Os aeradores são equipamentos utilizados para manter a qualidade da água em viveiros de piscicultura, por meio da oxigenação adequada, que é fundamental para o desenvolvimento adequado dos peixes. Além disso, os dispositivos evitam prejuízos aos piscicultores, segundo a ADS.

Por meio da Doação Onerosa, a Agência já disponibilizou, somente neste ano, 148 aeradores, que atenderam 46 piscicultores de 11 municípios amazonenses. A ação, que é uma iniciativa do Governo do Amazonas, contou com investimento de R$ 443,3 mil, que foram destinados à aquisição dos equipamentos.

Com informações da assessoria