Proximidade de Wilson Lima e Roberto Cidade com Alberto Neto, do PL, movimenta a política local

Alberto Neto e Roberto Cidade demonstraram receptividade mesmo sendo, até agora, rivais no processos eleitoral deste ano
Wilson Lima, Roberto Cidade e Alberto Neto ficam juntos durante evento no Teatro Amazonas (Foto: Divulgação)

A proximidade do governador Wilson Lima e do presidente da Assembleia Legislativa do Estado (Aleam), deputado Roberto Cidade, ambos do União Brasil, com deputado federal Capitão Alberto Neto, do PL de Alfredo Nascimento, durante a festa de abertura do 57° Festival Folclórico de Parintins, na noite desta sexta-feira (15/03), chamou a atenção e movimentou a política local.

Os três apareceram lado a lado durante coletiva de imprensa para anúncio dos investimentos no evento. Além disso, o cerimonial do Governo do Amazonas colocou Cidade e Alberto sentados um ao lado do outro, enquanto o governador estava na fileira da frente.

A cena representou para alguns um cenário que pode ocorrer nas eleições deste ano: Wilson Lima a frente do processo eleitoral dando as cartas e oferecendo a máquina pública, enquanto Roberto Cidade será o candidato oficial a prefeito de Manaus e o capitão Alberto Neto entraria como vice na chapa, numa aliança entre o União Brasil e o PL.

Quem estava no Teatro Amazonas durante a solenidade, que contou com apresentações de Garantido e Caprichoso, percebeu que o clima entre Cidade e Alberto Neto era de receptividade, com direito a cumprimentos e sorrisos.

“Eles estavam demonstrando, naquele momento, que não existe qualquer rivalidade que poderia ser gerada pelo processo eleitoral. Ambos continuam como pré-candidatos à Prefeitura de Manaus por seus respectivos partidos. No entanto, é muito comum nesse período, antes das convenções partidárias, as articulações e essas aparições públicas demonstram o que pode vir a ser o processo eleitoral. Lá na frente isso pode se consolidar ou não. Vamos aguardar os próximos passos”, comentou o cientista político Luiz Carlos Marques.

Possível aliança e apoio de Bolsonaro

A aparição pública do trio pode simbolizar uma aliança entre o União Brasil e o Partido Liberal (PL), sigla de Jair Messias Bolsonaro. Alberto Neto é apontado como o “queridinho” do ex-presidente, que tem demonstrado descontentamento com o seu compadre, o Coronel Menezes – que, por enquanto, ainda é o vice de Alberto em uma chapa puro sangue anunciada pelo PL.

Também há informações nos bastidores que, nos últimos meses, principalmente em viagens feitas para fora do Estado, Wilson Lima tem desenhado uma aproximação com pessoas de confiança de Bolsonaro. O objetivo do governador é conseguir o apoio do ex-presidente nas eleições deste ano, o que, na visão dele, representaria um “ganho de força” ao administrador estadual consolidando-o como um grande “chefe” político no Amazonas.