Sicredi anuncia investimentos de R$ 20 milhões para a expansão de suas atividades no AM

Aporte reflete crescimento da instituição financeira cooperativa no Estado
O plano de expansão para os próximos dois anos prevê a abertura de 13 novas agências (Foto: Anwar Assi)

Com apenas quatro anos de operação no Amazonas, a Sicredi apresentou crescimento, no Estado, ao somar R$ 196,1 milhões em ativos, em 2023, aumento de 33% na comparação com o ano de 2022. Como reflexo do desempenho positivo, a instituição financeira cooperativa anunciou, nesta quinta-feira (16/05), investimentos de R$ 20 milhões na ampliação de suas atividades em território amazonense até 2026.

O plano de expansão para os próximos dois anos prevê a abertura de 13 novas agências em todo o Estado, que atualmente conta com nove unidades, sendo três em Manaus e seis no interior do Estado (Boca do Acre, Guajará, Humaitá, Itacoatiara, Manacapuru e Parintins). Desta forma, a Sicredi passará a ter 22 agências distribuídas em 15 municípios do Amazonas.

Os investimentos anunciados deverão gerar, no mínimo, 100 novos empregos.

“Será uma processo mais acelerado de expansão daqui pra frente. Iremos mais do que dobrar o tamanho da Sicredi no Estado do Amazonas“, afirmou o gerente regional de Desenvolvimento de Negócios do Sicredi, Rudinei Edilson Kronbauer.

Expansão

Além da expansão física, a Sicredi prevê, ainda, um aumento no número de associados até 2026, no Amazonas. Para os próximos dois anos, a previsão é chegar a 53 mil cooperados, mais do que o triplo do volume atual de 15,9 mil associados em todo o Estado.

Para o diretor executivo da Sicredi Vale do Cerrado, Francisco Mota, essa projeção é conservadora, uma vez que esses números poderão ser ultrapassados nos próximos anos.

“O Amazonas hoje é um foco grande nosso. É um Estado que carece de se desenvolver no sentido do cooperativismo. Essa projeção de 53 mil associados até 2026 é até conservadora se consideramos a população amazonense, afirmou Mota.

Desempenho nacionalista

Com 2,7 mil agências distribuídas em mais de 2 mil cidades em todo o País, o Sicredi registrou forte ritmo de expansão em 2023, e apresentou crescimento nos principais indicadores. Os ativos da instituição financeira cooperativa totalizaram R$ 324,6 bilhões, aumento de 23,2% em relação ao ano anterior no Brasil.

A carteira de crédito, termômetro para mensurar o apoio do Sicredi às atividades econômicas dos associados, obteve alta de 21,4% no País, chegando a R$ 210,5 bilhões, abrangendo os segmentos pessoas físicas, empresas e agro.

Em território amazonense, a carteira de crédito total atingiu o saldo de R$ 249,3 milhões em 2023, aumento de 60% sobre o ano anterior. A carteira de crédito geral registrou R$ 206,6 milhões (83% da carteira), evolução de 49% sobre 2022. Nele incluem-se as carteiras para empresas e pessoas físicas.

No ano passado o Sicredi foi o principal agente repassador de recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no total de R$ 8,2 bilhões (52% a mais que em 2022) em operações para pessoas físicas e jurídicas de micro, pequeno e médio portes, além de produtores rurais.

“A cada ano observamos uma maior procura pelo Sicredi para apoiar as atividades empresariais no campo e na cidade. Seja por meio do crédito, como vemos nesses números, seja por meio de outras soluções financeiras, os associados buscam relacionamento próximo, segurança, praticidade e agilidade no atendimento. E o resultado disso reflete no negócio deles, que prospera e impacta a economia local, com a geração de empregos e renda na comunidade”, destacou o presidente da Central Sicredi Centro Norte, João Spenthof.

VEJA ENTREVISTA: