Última semana de janeiro teve aumento de 300% em casos de covid-19, no AM

Na primeira semana, o Amazonas registrou 218 casos confirmados. Já na última semana foram 660.
O aumento no número de casos covid-19 traz um alerta do Estado (Foto: Divulgação)

De acordo com dados da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), da Secretaria de Estado de Saúde, o número de casos da Covid-19 aumentaram 300% na última semana de janeiro, se comparado ao que foi registrado de 01 a 06 de janeiro.

Na primeira semana, o Amazonas registrou 218 casos confirmados. Já na última semana foram 660. O aumento tra um alerta ás autoridades.

Desde o início da pandemia até hoje, o Amazonas confirmou 640.573 casos da doença. Não há registro de óbito pela doença nos últimos sete dias. O total de óbitos pela doença é de 14.487.

O Amazonas figura entre os dez estados com maior tendência de alta da doença, ocupando o sexto lugar no ranking. O estado com maior incidência e o Tocantins, com 1.906 casos. 17 vezes maior que a primeira semana. Em seguida, estão Roraima, Pará e Rondônia.

“A gente teve, ao longo do final do segundo semestre do ano passado, a retomada da Covid-19 gerando aumento de casos de SRAG, iniciando pelo Centro-Sul, depois estados da região Nordeste e agora a gente vê esse processo na região Norte. Temos esse cenário heterogêneo, Continua os casos de Covi-19 desencadeando casos de SRAG afetando fundamentalmente a população de idade mais avançada e também as crianças pequenas”, analisa o pesquisador do Programa de Computação Científica (Procc/Fiocruz) e coordenador do InfoGripe, Marcelo Gomes.

Mais de 9,8 milhões de doses foram aplicadas em todo o Estado (Foto: Divulgação/FVS)
Aumento de leitos

O aumento no número de casos de Covid-19 levou o Pronto Socorro e Hospital 28 de Agosto a determinar que os leitos da UTI do 5º andar fique reservada para que “precisam de tratamento intensivo da doença”. A decisão consta na Portaria 024/2024.

O documento também alerta que os profissionais do 28 de Agosto devem reforçar o uso de EPI (equipamento de proteção individual) “no manejo de todos os pacientes como medida de dissiminação do vírus”.

Vacinação no Amazonas

Conforme dados parciais do Programa Nacional de Imunizações, 9.828.483 doses foram aplicadas em todo o estado até esta quarta-feira (31/01), sendo 3.464.389 de primeira dose, 2.984.883 de segunda dose, 930.156 de terceira dose, 64.133 com dose única, 1.453.222 de 1ª dose de reforço, 327.637 de 2ª dose de reforço, 14.389 de 3ª dose de reforço, 25.285 de dose adicional para os imunossuprimidos e 564.389 doses de vacina bivalente.