Caio André destina mais de meio milhão de reais para suposto instituto fantasma

Caio André informou que a emenda foi suspensa e o instituto fantasma não recebeu a verba
Responsável pelo instituo que seria beneficiado por Caio André é o atual diretor da contabilidade da CMM (Foto: Divulgação)

O presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), o vereador Caio André (União Brasil), destinou o valor de R$ 563 mil, por meio de emenda parlamentar, para uma instituição supostamente fantasma, conhecida como Instituto Tecnológico, Mineração, Preservação ecológica, Social Cultural e Desportivo (IMPESDAM).

O recurso, segundo o próprio parlamentar, era destinado à promoção de “ações sociais de assistencialismo às pessoas que se encontraram em vulnerabilidade social em Manaus”. No documento N° 023/2023 diz que o Instituto está localizado na Avenida São Jorge, n° 602, no bairro São Jorge, no entanto, no local existem apenas uma assistência técnica de celular e uma casa residencial.

De acordo com o registro do instituto, a pessoa responsável pela entidade é o atual diretor da contabilidade da Câmara Municipal de Manaus (CMM), que foi nomeado pelo próprio Caio André para o cargo. Atualmente, ele recebe o salário líquido de R$ 19 mil por mês.

O vereador Caio André se pronunciou sobre o caso dizendo que a emenda foi suspensa “por irregularidades” e não foi executada. Segundo o político, os recursos foram remanejados para a Fundação Municipal de Cultura, Eventos e Turismo (Manauscult).