Com apoio da Suframa, Terminal de Cargas de Manaus participa da maior feira farmacêutica da América Latina

Presença faz parte dos esforços para a empresa divulgar as vantagens tributárias do modelo econômico da Zona Franca de Manaus (ZFM)
Terminal de cargas do Aeroporto de Manaus é o terceiro maior do Brasil (Foto: Divulgação)

Considerado o terceiro maior do Brasil, o Terminal de Cargas (TECA) do Aeroporto de Manaus estará presente na 28ª edição da FCE Pharma, principal plataforma de negócios do setor farmacêutico na América Latina, que será realizado entre os dias 4 e 6 de junho, no São Paulo Expo, na capital paulista. A participação ocorrerá em conjunto com a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa).

De acordo com a assessoria de imprensa, a presença do terminal de cargas faz parte dos esforços para divulgar as vantagens tributárias do modelo econômico da Zona Franca de Manaus (ZFM).

“O terminal de cargas está em uma localização estratégica, que permite a utilização do Manaus Airport como hub logístico aeroportuário para América Latina com ligação direta e muito mais rápida com Miami e conexão diária com os principais polos consumidores do Brasil. Este evento é uma oportunidade ímpar para demonstrar a nossa capacidade de oferecer soluções logísticas eficientes e seguras para o transporte dessas cargas e contribuir para o desenvolvimento da indústria, divulgando as vantagens desse modelo econômico tão importante para a economia da região”, afirmou o Gerente Cargo do Terminal de Cargas do Manaus Airport, Thiago Brandão.

Com mais de 600 marcas confirmadas, a FCE Pharma, juntamente com a FCE Cosmetique, que serão realizadas simultaneamente, esperam reunir 21 mil participantes, com espaço 100% comercializado e aumento de 30% de expositores estrangeiros, ampliando as possibilidades de conexões estratégicas.

O evento também será uma oportunidade de reforçar a posição do terminal como elo na cadeia de distribuição de produtos farmacêuticos na região amazônica.

Modernização

Conforme dados da assessoria de imprensa, o terminal de cargas do Aeroporto de Manaus tem capacidade para processar em torno de 300 toneladas de carga simultaneamente, atrás somente dos aeroportos de Guarulhos e Viracopos, ambos no Estado de São Paulo. 

Em sua estrutura, o terminal é o único do país a dispor de transelevadores aeronáuticos, além de manter um Centro de Controle Logístico (CCL), que permite o monitoramento dos processos operacionais em tempo real, com previsibilidade, rastreabilidade e celeridade.

Recentemente, o terminal modernizou todos os seus processos dos serviços de importação, exportação e internação, quando os produtos são industrializados na ZFM e destinados para o restante do Brasil. O Terminal de Cargas (TECA) do Manaus Airport é administrado pela Concessionária dos Aeroportos da Amazônia, integrante da rede Vinci Airports,

 Sobre a Vinci Airports

Considerada como a principal operadora privada de aeroportos do mundo, a Vinci Airports opera mais de 70 aeroportos em 13 países. Devido à sua experiência como integrador global, a empresa desenvolve, financia, constrói e administra aeroportos, fornecendo sua capacidade de investimento e seu know-how na otimização do desempenho operacional, modernização de infraestruturas e gerenciamento de suas operações e transição ambiental.

A Vinci Airports é a primeira operadora aeroportuária a se comprometer com uma estratégia ambiental internacional global em 2016, para atingir a meta de emissão líquida zero em toda a sua rede até 2050.