David Almeida diz que aliança foi rompida após Wilson Lima tentar impor condições inviáveis

Ao ser questionado sobre as circunstâncias impostas por Wilson Lima, David Almeida preferiu não dar detalhes sobre o assunto
David Almeida lançará, nesta segunda-feira (03/06), pré-candidatura à reeleição (Foto: Divulgação/Semcom)

Em entrevista a uma rádio local, nesta segunda-feira (03/06), o prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), afirmou que a aliança que mantinha desde o último pleito com o governador Wilson Lima foi rompida após o líder estadual querer impor questões pessoais no acordo.

”Em 2020, nós tínhamos uma aliança. Eu indiquei o vice dele e ele indicaria o meu vice agora, na eleição de 2024. Quando fomos conversar sobre as circunstâncias do acordo e as condições, ele impôs e eu não achei que seriam viáveis. Ele decidiu por apoiar uma candidatura e eu me senti desobrigado em aceitar a indicação de vice dele”, relatou.

Ao ser questionado sobre as circunstâncias impostas por Wilson Lima, David Almeida preferiu não dar detalhes. ”Eu prefiro não entrar nesse meio termo de questões pessoais. Se não um fica apontando para o outro”, disse o prefeito.

Antes de finalizar o assunto, David Almeida ainda disse que o governador pode ser “feliz pra lá”, referindo-se à indicação do deputado Roberto Cidade como pré-candidato à Prefeitura de Manaus.

”Ele que siga com a candidatura dele. Que seja feliz pra lá, porém eu não desejo vitória. É óbvio que eu desejo para mim”, declarou David Almeida.

O governador Wilson Lima ainda não se pronunciou sobre as declarações polêmicas do prefeito de Manaus envolvendo o rompimento do acordo entre os dois.

Lançamento da pré-candidatura

O prefeito de Manaus, David Almeida, lançará, nesta segunda-feira (03/06), às 19h, sua pré-candidatura à reeleição em evento que será realizado no bairro Morro da Liberdade, zona Sul da cidade.