Ex-secretário de Manacapuru é condenado a 25 anos de prisão por abusar e estuprar de crianças e funcionárias

Rosinaldo Cavalcante Moura, de 51 anos, ex-secretário de Assistência Social de Manacapuru, abusou sexualmente de ex-funcionárias

O Ministério Público do Amazonas conseguiu, por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Manacapuru, a condenação do réu Rosinaldo Cavalcante Moura, de 51 anos, ex-secretário de Assistência Social de Manacapuru. O réu foi condenado a 12 anos por estupro de vulnerável, 10 anos por estupro e 3 anos por abuso e assédio sexual, totalizando 25 anos de condenação.

Segundo a promotora de Justiça, Tânia Maria de Azevedo Feitosa, responsável pelo caso, o réu ocupava o cargo religioso de “pastor” e o cargo público de Secretário de Assistência Social da prefeitura de Manacapuru e foi condenado por crimes de estupro de vulnerável e abuso sexual contra funcionárias da secretaria a qual ele era responsável.

Rosinaldo foi transferido de Belém para a carceragem da delegacia de polícia de Manacapuru, onde deve permanecer até ser transferido para um presídio da capital.

Entenda o caso

O ex-secretário de Assistência Social de Manacapuru (AM), Rosinaldo Cavalcante Moura, foi preso em Belém sob suspeita de assédio e importunação sexual contra ex-funcionárias. As acusações surgiram após uma vítima denunciá-lo, levando outras a fazerem o mesmo. Moura foi detido pela Polícia Civil do Amazonas com apoio da Polícia Civil do Pará, enquanto participava de um evento religioso. Ele usava seu cargo para intimidar as vítimas e agora foi condenado por estupro de vulnerável e abuso sexual.

Com informações da assessoria