Bloco da Maizena é reconhecido como patrimônio cultural do Amazonas

O Bloco da Maizena”, manifestação cultural relevante à identidade de Manacapuru

O “Bloco da Maizena” do município de Manacapuru foi reconhecido como patrimônio cultural de natureza imaterial e incluindo no calendário oficial de eventos do Amazonas, conforme Projetos de Lei 952 e 953/2023 pela Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

“O reconhecimento dessa manifestação tradicional garante a salvaguarda, valoriza e dá continuidade, assegurando a preservação da identidade cultural local e o fomento do desenvolvimento cultural e turístico da região”, afirma o deputado Cristiano D’Angelo (MDB).

O “Bloco da Maizena”, manifestação cultural relevante à identidade do município, ocorre há mais de 40 anos, durante os festejos de Carnaval. O evento possui raízes históricas e tradição que perdura por gerações e reúne os participantes sob a proteção de uma maizena, criando um espetáculo visual único, que atrai não somente os moradores locais, mas também visitantes de outros lugares do Estado.

“Manifestação artística de grande relevância, o ‘Bloco da Maizena’ contribui para a construção cultural da população manacapuruense, fortalece o sentimento de pertencimento e dá orgulho à cidade. A iniciativa, não apenas enriquece nossa herança, mas também garante que as próximas gerações possam se conectar e se orgulhar de suas raízes culturais”, enaltece o deputado.

‘Bloco da Maizena’ no município de Manacapuru

Em 1979, a primeira festa de Carnaval de Manacapuru foi realizada em meio a uma comemoração entre amigos, comandado por Carlinhos Teles (Carnavalesco Tabalo), jogando maizena, tornando-se um costume carnavalesco local, hoje intitulado como “Bloco da Maizena”.

Sendo realizado na Praça 16 de Julho, até o ano de 2013, pois com o crescimento anual o local não suportou o grande número de foliões e o bloco passou a ser realizado no Parque do Ingá, maior centro cultural do município.

A partir de 2014, a prefeitura assumiu a organização do bloco e estruturou o local para a festividade no período do Carnaval.

Neste ano, dia 13 de fevereiro, no Parque do Ingá, foi realizado o bloco, que contou com a participação de mais de 20 mil pessoas, fortalecendo os laços culturais e promovendo a união entre os moradores da região.