Feira do pirarucu inicia no sábado (23/03) com 10 toneladas do pescado à venda, em Manaus

A feira é importante para garantir geração de renda às famílias manejadoras

Neste sábado (23/03) até a próxima terça-feira (26/03), acontece a primeira edição do ano da tradicional Feira do Pirarucu, promovida por manejadores da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Mamirauá, da região do médio Solimões, interior do Amazonas. Ao todo, serão comercializadas 10 toneladas de pirarucu de manejo sustentável. 

A feira ocorre na sede da Fundação Amazônia Sustentável (FAS), localizada na rua Álvaro Braga, 351, Parque Dez de Novembro, e é uma das ações do projeto Cadeia Produtiva do Pirarucu Manejado 2024, parceria da FAS com o Bradesco. O projeto visa fortalecer a cadeia produtiva do pirarucu com infraestrutura produtiva em unidades de conservação onde a FAS atua.

A FAS vai ofertar a venda do pescado das 7h às 15h ou enquanto durar o estoque, podendo encerrar antes do horário e datas previstas.

Preços

O preço do pirarucu varia de acordo com a peça. A carcaça será vendida a R$ 5 (quilo), a cabeça por R$ 10 (unidade), a ventrecha por R$15 (quilo), a manta a R$ 21 (quilo) e o filé a R$ 30 (quilo).

A venda do peixe beneficiará diretamente 19 famílias da comunidade Jussara, situada no município de Juruá (a mais de 2,225 km de Manaus), que atuam com o manejo sustentável do pirarucu por meio do acordo de pesca do setor Macopani, situado no entorno da RDS Mamirauá.

Segundo o gerente do Programa Prosperidade na Floresta da FAS e coordenador da Feira do Pirarucu, Edvaldo Côrrea, o evento é importante para garantir geração de renda às famílias manejadoras e valorizar as atividades econômicas sustentáveis.

“Por meio da feira, os manejadores têm a oportunidade de vender seu produto diretamente para o consumidor a um preço justo, garantindo a geração de renda direta e imediata para dezenas de famílias que vivem do manejo. Além disso, é uma forma de divulgar a importância e valorizar essa atividade econômica sustentável, que gera um produto saudável, de qualidade e que contribui para a conservação da floresta. Também será uma oportunidade de garantir um pescado saboroso para o feriado da Páscoa, época em que a demanda aumenta”, afirma.

A Feira do Pirarucu é promovida pela Associação dos Moradores e Usuários da RDS Mamirauá Antônio Martins (Amurman), com apoio da FAS, que é responsável pela infraestrutura, transporte, logística e divulgação. Além do Bradesco, a venda do pirarucu e do tambaqui manejado também têm apoio do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), da Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Amazonas (Sema) e da Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror).

Com informações da assessoria