Governo dá ordem de serviço para início das obras da Casa da Mulher Brasileira no Amazonas

Novo espaço de atendimento às mulheres vítimas de agressões deverá ficar pronto em março de 2025
Governador Wilson Lima autorizou o início das obras da Casa da Mulher Brasileira no Amazonas (Foto: Divulgação/Secom)

Mulheres vítimas da violência vão ganhar, em 2025, um novo espaço de atendimento no Amazonas. A Casa da Mulher Brasileira começará a ser construída ainda neste mês, na rua Major Isidoro, bairro Petrópolis, zona sul da capital, e deverá ficar pronta em março do próximo ano.

A ordem de serviço para a construção do espaço foi dada, nesta sexta-feira (08/03), pelo governador Wilson Lima. A partir da assinatura, a obra deve ser iniciada em até 15 dias pela empresa vencedora do certame. O prazo inicial para entrega do prédio é de 12 meses.

“A Casa da Mulher é um espaço, basicamente, pra acolher aquela mulher vítima de violência e dar uma oportunidade ou a possibilidade dela se libertar de ações repressoras e de violência. Esse é um dos objetivos dessa casa”, destacou Wilson Lima.

Programa federal

A Casa da Mulher Brasileira é um dos eixos do Programa Mulher Viver sem Violência, do Ministério das Mulheres, do Governo Federal. Atualmente, há oito unidades no país, nas seguintes cidades: Campo Grande (MS), Fortaleza (CE), Ceilândia (DF), Curitiba (PR), São Luís (MA), Boa Vista (RR), São Paulo (SP) e Salvador (BA).

Porém, a obra da Casa da Mulher Brasileira é fruto de parceria do Governo Federal com o Governo do Amazonas. Ao todo, o investimento será de R$ 17,5 milhões, entre obra e equipamentos, sendo R$ 10 milhões de Emenda da Bancada Federal e R$ 7,5 milhões do Estado. Somente a obra do prédio está orçada em R$ 12,4 milhões.

“Hoje, a mulher agredida faz uma denúncia, vai à delegacia, ela tem que ir ao IML (Instituto Médico Legal), ir à Defensoria, e isso tudo estará em um único local. Lá ela vai ter o acolhimento e o Governo do Estado já possui também uma casa de passagem, uma casa abrigo para essas mulheres”, afirmou a titular da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), Jussara Pedrosa.

Casa da Mulher Brasileira

Considerada uma inovação no atendimento humanizado às mulheres, a Casa da Mulher Brasileira integra serviços especializados como: acolhimento e triagem; apoio psicossocial; delegacia; Juizado; Ministério Público, Defensoria Pública; promoção de autonomia econômica; cuidado das crianças – brinquedoteca; alojamento de passagem e central de transportes.