Indígena passa urucum em participantes de seminário em protesto contra Ferrogrão

Indígena passou a tinta de urucum no rosto de defensores da Ferrogrão

A liderança indígena Arnaldo Kumaruara passou urucum em pessoas que participavam de um seminário realizado em Santarém, no Pará, sobre os aspectos socioambientais da Ferrogrão no Tapajós, como forma de protesto contra o projeto e a ausência de consulta prévia às comunidades atingidas.

O Seminário Técnico sobre Viabilidade dos Aspectos Socioambientais da Ferrovia EF-170 foi realizado pela Subsecretaria de Sustentabilidade do Ministério dos Transportes.

A cena foi registrada em vídeo que vem repercutindo nas redes sociais. Em um post no seu perfil no Instagram, o indígena João Kumaruara explica que o gesto representou uma oposição veemente a proposta de desenvolvimento que busca abrir uma extensão de 900 mil hectares entre o Mato Grosso e o Pará na Amazônia.

VEJA O VÍDEO: