Milei pede apoio logístico do governo de SC para viagem ao Brasil

O governo brasileiro acompanhará com atenção a visita de Milei, que virá ao Brasil para participar de evento da extrema-direita
Milei vai se encontrar com Bolsonaro no Brasil (Foto: Reprodução)

O presidente argentino Javier Milei solicitou apoio logístico e operacional ao governo de Santa Catarina para a viagem que fará neste sábado (06/07) ao Brasil. O governo brasileiro acompanhará com atenção a visita de Milei, sobretudo pelos últimos discursos públicos do presidente argentino.

A embaixada da Argentina avisou ao governo brasileiro que Milei fará uma visita privada ao Brasil, não havendo necessidade de auxílio diplomático.

A segurança e o transporte de Milei serão providenciados pelas policiais civil e militar do Estado de Santa Catarina, comandado por Jorginho Melo, aliado do ex-presidente Bolsonaro.

A previsão é de que Milei desembarque no Aeroporto Internacional de Navegantes, na noite de sábado e participe de jantar, em Balneário Camboriú, com a presença de Bolsonaro. Os convites para o jantar da Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC) vão de R$ 5 mil a R$ 25 mil reais.

Evento da extrema-direita

O evento terá entre os palestrantes o senador Magno Malta (PL-ES), o secretário da segurança pública de São Paulo, Guilherme Derrite, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP), entre outros.

A expectativa é de que, no evento, Jair Bolsonaro (PL) anuncie o apoio ao seu filho, Renan Bolsonaro, a uma candidatura de vereador em Balneário Camboriú.