Prefeitura de Manaus inaugura parque Gigantes da Floresta nesta quinta-feira (04/07)

O parque Gigantes da Floresta possui a maior praça molhada de Manaus, com 3,6 mil metros quadrados
A construção apresenta seis cenários interativos temáticos (Foto: Divulgação)

O parque Gigantes da Floresta, localizado entre as avenidas Isaías Vieiralves e Olívia de Menezes Vieiralves, nas zonas Leste e Norte da capital, é inaugurado pela Prefeitura de Manaus nesta quinta-feira (04/07). Os animais do parque são gigantes, lúdicos, instragramáveis e inspiram muita imaginação sobre a Amazônia.

O parque Gigantes da Floresta possui a maior praça molhada de Manaus, com 3,6 mil metros quadrados; a maior cobra da Amazônia esculpida, com 30 metros; a “Árvore da Vida”, com 15 metros de altura por 15 metros de diâmetro; e dezenas de animais como onças, macacos, iguanas, peixes, répteis, aves e orquídeas, que compõem o ecossistema da Amazônia.

O parque funcionará de quarta a sexta-feira, das 16h às 21h, e nos sábados, domingos e feriados, das 10h às 21h. Às segundas e terças-feiras, o Gigantes da Floresta estará fechado para manutenção de brinquedos, das estruturas gigantes e da praça molhada de 3,6 mil metros quadrados. A lâmina do espelho d’água terá 25 centímetros.

“Está todo mundo feliz, alegria total. Um parque fantástico de nível internacional, nas duas zonas mais populosas da cidade, um projeto de concepção do artista Rossy Amoedo. Estamos aqui vendo esse teste de luzes, de água, até também daqui a pouco o teste de som ao lado do vice-governador Tadeu de Souza. E amanhã a população está convidada, 17h30 aqui, para que a gente possa ter acesso a essa maravilha que é o parque Gigantes da Floresta”, convocou o prefeito David Almeida.

A construção apresenta seis cenários interativos temáticos, com rampas de escalada, escorregadores, área molhada, entre outros. Todas as figuras ligadas à floresta serão manuseadas como brinquedos lúdicos para as crianças e interativos para os adultos, sendo um novo e singular ponto de encontro para a comunidade, promovendo saúde, bem-estar e conexão com a natureza.

Além dos mais de 80 animais de gigantes e grandiosos tamanhos, o parque ainda conta com detalhes da fauna em versões menores, dando mais riqueza e realismo ao local, como macacos e onças confeccionados em fibra de vidro. Estes têm efeito apenas decorativo, ficando em alturas maiores, no topo de alguns bichos da Amazônia.

“A grande verdade é que é uma área muito carente de algo assim para a comunidade. Pensando com muito carinho, nós estamos entregando uma praça interativa, contemplativa, educativa e inclusiva. Isso é muito bacana poder ter feito parte desse projeto junto com a prefeitura, junto com o prefeito, e poder dar esse presente aqui à zona Norte, à zona Leste, a esse povo maravilhoso que vai curtir e aproveitar muito essa praça”, contou Rossy Amoedo.

O complexo terá gestão das secretarias municipais de Agricultura, Abastecimento, Centro e Comércio Informal (Semacc), de Segurança Pública e Defesa Social (Semseg) e de Limpeza Urbana (Semulsp), para garantir segurança patrimonial e dos frequentadores, além de combater o comércio ilegal de ambulantes e manter a área limpa e cuidada. O projeto arquitetônico é de autoria do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb).