Professores marcam assembleia geral para decidir sobre greve na Ufam

A assembleia está agendada para os seis campi da Ufam e tem apenas caráter consultivo sobre a greve
Docentes da Ufam realizam assembleia geral em campi de seis municípios do Amazonas (Foto: Divulgação/Adua)

A Associação dos Docentes da Ufam – Seção Sindical (ADUA) convocou para a próxima quinta-feira (09/05) uma assembleia geral descentralizada dos professores da instituição federal de ensino. O objetivo é que os educadores decidam sobre a ampliação do debate da deflagração de greve na Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Essas reuniões têm apenas caráter consultivo e não deliberativo.

A assembleia está agendada para os seis campi da Ufam, nos municípios de Coari, Benjamin Constant, Humaitá, Itacoatiara, Manaus e Parintins. Em Manaus, a assembleia geral será às 14h30, no auditório Rio Amazonas, na Faculdade de Estudos Sociais, setor Norte do campus.

Na assembleia geral, todas(os) as(os) docentes da Ufam, sindicalizadas (os) ou não à Adua, poderão votar sobre a deflagração da greve na universidade. A convocação atende também os encaminhamentos do Andes, o sindicato nacional dos docentes de ensino superior.

Segundo informações do comando nacional de greve do sindicato nacional, até o momento, 47 instituições federais de ensino da base do sindicato nacional estão em greve, sendo 40 universidades, cinco institutos e dois Cefets. Outras três universidades estão com deflagração prevista.