Suframa é destaque no ‘Inova Amazônia’

A Suframa participa da primeira edição do ‘Inova Amazônia’ cuja abertura ocorreu, nesta quinta-feira (09/05), no Centro de Convenções Vasco Vasques, localizado na Zona Centro-Sul de Manaus. O evento, que se estende até esta sexta-feira (10/05), reúne mais de 80 startups expositoras, mais de 20 palestrantes de todo o Brasil e destaca 21 indicações geográficas da Amazônia.

Promovido pelo Sebrae, o ‘Inova Amazônia’ objetiva debater negócios e bioeconomia, além de fomentar práticas sustentáveis de uso da terra, conservação da biodiversidade e desenvolvimento econômico respeitando os ecossistemas amazônicos e as comunidades locais.

A Suframa marca presença no evento com um estande onde apresenta aos visitantes os incentivos fiscais disponíveis para investimentos em produtos industrializados a partir de matéria-prima da fauna e flora regional e oportunidades de investimentos em projetos de Pesquisa, Desenvolvimento & Inovação (PD&I).

Além disso, representantes de coordenadoras de Programas Prioritários selecionados pelo Comitê das Atividades de Pesquisa e Desenvolvimento na Amazônia (Capda) explicam suas ações e projetos e também há expostos alguns produtos oriundos de cadeias produtivas e arranjos regionais, como o biofertilizante feito de caroço de açaí.

“O estande da Autarquia recebeu um número expressivo de visitantes interessados em saber mais sobre a Suframa e os programas prioritários de Bieconomia, Fomento ao Empreendedorismo Inovador e Indústria 4.0 e Modernização Industrial”, observou coordenador-geral substituto de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais da Suframa, Adamilton Mourão.

Workshop

Um dos principais destaques do ‘Inova Amazônia’ é o 1º Workshop de Indicações Geográficas e Marcas Coletivas do Amazonas. Na abertura do workshop, foi anunciado que a Suframa exercerá a função de Secretária Administrativa no biênio de maio/2024 a maio/2026 do Fórum de Indicações Geográficas e Marcas Coletivas – Origens Amazonas (FOA).

A programação do evento inclui atividades, como mesas-redondas, apresentações de projetos e pitches das indicações geográficas da Amazônia. Entre os temas abordados estão os caminhos para o registro de Indicações Geográficas e Marcas Coletivas junto ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), apresentação das potenciais Indicações Geográficas e Marcas Coletivas no Amazonas, atuação do Fórum Origens Amazonas com agenda de Indicações Geográficas e Marcas Coletivas no Estado.

O coordenador-geral de Desenvolvimento Regional da Suframa, Igor Bahia, salienta que a Autarquia sempre busca apoiar e participar de eventos promotores da bioeconomia. “A Suframa acredita que a bioeconomia é uma importante matriz econômica complementar ao modelo Zona Franca de Manaus e é um caminho que evidencia as possibilidades de utilizar de forma sustentável, racional e estratégica os recursos advindos da biodiversidade da Amazônia”, frisou.