Suspeitos de mandar matar Marielle, irmãos Brazão são transferidos de presídio

Os três foram presos no domingo (24/03), apontados como mandantes da morte de Marielle Franco

Os irmãos Chiquinho e Domingos Brazão, apontados pela Polícia Federal (PF) como mandantes do assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, estão sendo transferidos para outros presídios federais. Os dois estavam presos na Penitenciária Federal de Brasília.

Chiquinho deve ser transferido para Campo Grande, em Mato Grosso do Sul. Já Domingos Brazão vai ser levado para o presídio de Porto Velho, em Rondônia.

O delegado Rivaldo Barbosa, preso na mesma operação por atrapalhar as investigações, será mantido em Brasília.

Prisões

Os três foram presos no domingo (24/03), no Rio de Janeiro, alvos de mandados de prisão preventiva expedidos pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

  • Domingos Brazão, atual conselheiro do Tribunal de Contas do Rio de Janeiro;
  • Chiquinho Brazão, deputado federal e vereador à época do crime;
  • Rivaldo Barbosa, ex-chefe da Polícia Civil do RJ que comandou as investigações por um período.

Na segunda-feira (25/03), a primeira turma do STF confirmou, por unanimidade, a decisão que levou a prisão dos suspeitos de arquitetar e ordenar os assassinatos.