Um dos heróis do Tetra, Bebeto comemora 60 anos

Conhecido por sua movimentação, técnica e faro de gol, Bebeto foi titular nas sete partidas da conquista do tetra e marcou três gols
Bebeto fez o gesto de como se estivesse ninando o recém-nascido, movimento repetido até hoje por atletas de todo o mundo (Foto: CBF)

CBF – Bebeto comemora nesta sexta-feira (16) 60 anos de uma vida repleta de glórias com a Seleção Brasileira e com os clubes pelos quais passou. O ex-atacante se eternizou na história da Amarelinha com a conquista da Copa do Mundo de 1994, nos Estados Unidos, o tetracampeonato do Brasil. Ao todo, foram 81 partidas, com 54 vitórias, 17 empates e somente dez derrotas. Ele disputou três Copas do Mundo (1990, 1994 e 1998) e conquistou os títulos da Copa América (1989) e da Copa das Confederações (1997).

“É uma alegria parabenizar o Bebeto por mais um aniversário. Ele é um nordestino da gema, revelado pelo Vitória, onde começou sua vitoriosa carreira no futebol. Bebeto é um artista da bola, um dos grandes craques da história do futebol mundial. Ele merece sempre ser festejado”, afirmou o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues.

Conhecido por sua movimentação, técnica e faro de gol, Bebeto foi titular nas sete partidas da conquista do tetra e marcou três gols. Ao lado de Romário, aterrorizou os zagueiros adversários com seu ímpeto pelo gol e formou uma das grandes duplas da história do futebol mundial.

O nascimento de seu filho Matheus dois dias antes da partida contra a Holanda, pelas quartas de final da Copa do Mundo, marcou o restante de sua carreira e inspirou uma das grandes comemorações do futebol. Ao driblar o goleiro e balançar as redes, Bebeto fez o gesto de como se estivesse ninando o recém-nascido, movimento repetido até hoje por atletas de todo o mundo.

Natural de Salvador (BA), José Roberto Gama de Oliveira foi revelado pelo Vitória em 1983, onde se destacou e se transferiu para o Flamengo em 1984. Jogou cinco anos na equipe da Gávea e levantou a taça do Campeonato Brasileiro e do Campeonato Carioca. Em 1989, Bebeto foi contratado pelo Vasco, conquistando o título do Campeonato Brasileiro em sua primeira temporada pelo clube.

O Deportivo La Coruña (ESP) foi seu destino em 1992, onde teve a companhia dos brasileiros Donato e Mauro Silva e ajudou a construir alguns dos anos mais vitoriosos do time espanhol, com as conquistas da Copa do Rei e da Supercopa da Espanha.

Consolidado como um ídolo do Deportivo, Bebeto retornou ao Flamengo em 1996 e, no mesmo ano, após poucas oportunidades, voltou à Espanha para atuar pelo Sevilla. Em 1997, ele foi contratado pelo Vitória e conquistou a Copa do Nordeste e o Campeonato Baiano. Antes de ir ao Botafogo no ano seguinte, ele disputou a final do Mundial de Clubes pelo Cruzeiro contra o Borussia Dortmund (ALE).

Representou o Glorioso no ano de 1998, garantindo o título do Torneio Rio-São Paulo e a convocação para o Mundial de 1998, na França. Em 1999, Bebeto foi contratado pelo Toros Neza (MEX) e, após um ano no clube mexicano, transferiu-se para o Kashima Antlers (JAP). Ainda em 2000, retornou ao Vitória e, em 2001, teve sua última passagem pelo Vasco. Ele encerrou sua carreira em 2002 pelo Al-Ittihad (SAU).