Bolsonaro pede cancelamento de manifestação em Manaus no dia 25/02

O anúncio foi feito após o ex-presidente gravar um vídeo pedindo que o protesto seja feito apenas na capital paulista

O movimento conservador do Amazonas, ligado ao Partido Liberal (PL) no Estado, anunciou na manhã desta sexta-feira (16/02) que a manifestação que seria realizada no próximo dia 25 de fevereiro está cancelada. O anúncio foi feito após o ex-presidente Jair Messias Bolsonaro gravar um vídeo pedindo que o protesto seja feito apenas na capital paulista.

“Não façam movimentos em outros municípios. Nem de manhã e nem de tarde, por favor! O movimento é para a avenida Paulista, exclusivo. Não marquem e nem compareçam em nenhum movimento fora da capital de São Paulo. Colaborem conosco!”, disse Bolsonaro no vídeo publicado no Instagram.

A manifestação na avenida Paulista ocorre em meio às investigações da Polícia Federal (PF) sobre a possível participação do ex-chefe do Executivo na articulação de um golpe de Estado. A operação Tempus Veritatis cumpriu mais de 30 mandados de busca e apreensão na semana passada e impôs que Bolsonaro entregasse às autoridades seu passaporte.

Em Manaus

O ato em defesa do “Estado democrático de Direito” ocorreria a partir das 14h (horário de Manaus), na Praça do Congresso, no Centro, e atendia uma convocação do próprio Bolsonaro, que acabou voltando atrás na decisão.

Na ocasião, também em um vídeo, Bolsonaro pediu para que a população brasileira participasse do ato usando verde e amarelo e que fossem evitadas levar faixas “contra quem quer que seja”.