Aluna do Liceu Claudio Santoro é aprovada na Escola de Música Municipal de São Paulo

Sua jornada teve início no Liceu de Parintins, no ano de 2013, onde cursou musicalização e participou da Banda Sinfônica da escola de artes

A aluna Ingrid Rezende se destacou por sua aprovação, com apenas 16 anos, na Escola de Música Municipal de São Paulo. A adolescente foi aluna do Liceu de Artes e Ofícios Cláudio Santoro durante 10 anos, e fez parte da Orquestra Jovem até o fim de 2023.

Sua jornada teve início no Liceu de Parintins, no ano de 2013, onde cursou musicalização e participou da Banda Sinfônica da escola de artes. Depois, mudou-se para Manaus em busca de maiores oportunidades para seus estudos e, na unidade do Liceu sediada no sambódromo de Manaus, ganhou destaque no nicho de seu instrumento, a flauta transversal.

“O Liceu foi muito importante para mim porque me guiou na minha jornada musical, desde o início, e me deu toda a base que eu tenho, hoje, necessária para que eu chegasse aqui”, afirmou Ingrid, que destaca sua experiência nas orquestras como as que mais a fizeram evoluir musicalmente.

“A prática de grupos de conjunto, desde cedo, melhorou muito a minha percepção musical e a minha vontade de estudar mais. Despertou em mim o desejo de seguir uma carreira de musicista, de ser uma flautista profissional um dia”, completou.

Para Ingrid, um fator muito importante foi o apoio de sua família, que a incentivou desde cedo em sua carreira musical. A jovem incentiva as pessoas que estão na mesma caminhada a terem coragem e dedicação para enfrentar os desafios da jornada profissional dentro da arte.

“Falando para outros jovens músicos, eu recomendaria buscar se aprofundar, ter a curiosidade de explorar a música, o seu instrumento, ouvir várias referências e ter a coragem de fazer testes, audições, entrar para escolas de músicas, instituições como o Liceu, que ajudam desde cedo a desenvolver o talento musical, visar uma formação de fato como músico. Creio que um ótimo conselho, também, é não desistir ao longo do caminho e seguir firme”, finaliza Ingrid.

O Liceu de Artes e Ofícios Cláudio Santoro é administrado pelo do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, com o objetivo de democratizar o ensino de artes como teatro, dança e música tanto na capital, quanto no interior do estado.

Com informações da assessoria