Governo do Amazonas pede ajuda federal para superar a estiagem deste ano no Estado

Wilson Lima entregou um documento com demandas prioritárias para as ações de enfrentamento à estiagem no Amazonas
Ministro Wellington Dias e Wilson Lima se encontraram em Manaus (Foto: Divulgação/Secom)

O Governo do Estado reconheceu que não possui condições para enfrentar sozinho a seca severa que deverá afetar a região neste ano e pediu socorro para o Governo Federal. Nesta sexta-feira (28/06), o governador Wilson Lima entregou um documento com demandas prioritárias para as ações de enfrentamento à estiagem no Amazonas ao ministro de Desenvolvimento Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias, durante encontro em Manaus.

Na ocasião, Wilson Lima falou ainda ao ministro sobre os programas e as ações que foram adotados pelo Governo do Estado para amenizar os impactos da seca.

“Eu entreguei e conversei com o ministro sobre as demandas e como é que podemos fazer essa construção, porque o problema não é só do Estado do Amazonas, ele é um problema da Amazônia; é um problema do Brasil. O Estado do Amazonas sozinho não tem condições de superar isso. Da mesma forma que os municípios também terão dificuldades. Daí a necessidade de ter um diálogo permanente para que possamos trabalhar de forma preventiva”, explicou o governador.

De acordo com dados dos sistemas de monitoramento, em 2024, o período de estiagem deve ser adiantado em 30 dias e os impactos sentidos já a partir do mês de julho.

Trabalho integrado e preventivo

Por sua vez, o ministro Wellington Dias destacou que o Governo Federal tem trabalhado de forma integrada e preventiva com o Governo do Estado para garantir ajuda humanitária e compra de alimento da própria região para o dinheiro circular. Ele salientou que uma atenção especial tem sido dado a pescadores, indígenas, quilombolas, comunidades isoladas e ribeirinhos. “Tudo isso para que tenhamos menos prejuízos à população”, disse o ministro do Desenvolvimento Social.

Com informações da assessoria