Israel Conte prestará esclarecimentos à CMM sobre denúncia de corrupção na Semcom, nesta quarta (20/03)

Secretário deve falar sobre entrega de dinheiro em espécie na sede do órgão para motorista de um portal de notícias local
Secretário Israel Conte (ao centro) está sendo pressionado por casos de corrupção na Semcom (Foto: Divulgação/CMM)

“No olho do furacão”, o titular da Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom), Israel Conte, deverá comparecer, na manhã desta quarta-feira (20/03), à Câmara Municipal de Manaus (CMM), para prestar esclarecimentos sobre as denúncias de corrupção envolvendo sua pasta. A informação foi confirmada, nesta terça-feira (19/03), pelo presidente da CMM, vereador Caio André (Podemos).

“Amanhã (20/03) nós teremos a presença do secretário de Comunicação da cidade de Manaus, a partir das 10h30 da manhã, para que ele preste esclarecimentos sobre o vídeo que circulou nos noticiários brasileiros na última semana”, afirmou o parlamentar.

Na semana passada, o site Metrópoles, de alcance nacional, divulgou um vídeo cujas imagens mostram o motorista de um portal local de notícias recebendo dinheiro em espécie dentro da sede da Semcom, que fica no prédio da Prefeitura de Manaus, no bairro Compensa, zona Oeste da cidade. A Prefeitura de Manaus e a Polícia Civil já abriram investigações sobre o assunto.

“Esse escândalo obriga que os envolvidos prestem esclarecimentos para Manaus e o Brasil”, destacou o presidente da CMM, Caio André.

“Pressão”

Numa tentativa de amenizar os ânimos na CMM, que tem se movimentado para instalar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), o secretário Israel Conte esteve na Casa Legislativa, nesta terça-feira, onde conversou com alguns parlamentares. Ele se prontificou a retornar à CMM para prestar esclarecimentos sobre denúncia veiculada no portal Metrópoles.

“Está claro que o vídeo contém fortes indícios de manipulação. Importa esclarecer os fatos para evitar que outras pessoas e instituições sejam atacadas. A gestão do prefeito David Almeida prima pela transparência e harmonia entre os poderes. E é respeitando a Câmara que me coloco à disposição para prestar todos os esclarecimentos pertinentes a esta questão”, ressaltou Israel Conte.

Defesa

Vereadores aliados do prefeito David Almeida (Avante) saíram em apoio ao secretário de Comunicação. “O que vimos na semana passada foi um vídeo de ataque. Vários vereadores aqui já foram vítimas de algum tipo de perseguição, de ataque e de ‘fake news’, sobretudo nesse momento em que nos aproximamos das eleições. Se há denúncia, as respostas virão. Toda mentira tem perna curta”, disse Raulzinho (PSDB), vice-líder do prefeito David Almeida na CMM.

O vereador Elan Alencar (DC) pediu a apuração isenta do caso. “Se o prefeito David Almeida, se a Prefeitura de Manaus for dar atenção a qualquer portal ou notícia fake, ninguém trabalha. Qualquer vídeo de 30 segundos vira uma lacração e muda a opinião pública. A gente tem que ter responsabilidade. A gente fica aqui sendo julgado por portais que nem de Manaus são. Esse mesmo portal já atacou até o próprio colega vereador Carpê”, afirmou Elan.

Cautela

O vereador Mitoso (MDB) pediu cautela para evitar julgamento precipitado. “Às vezes, a gente incorre em erros quando julga alguém precipitadamente. Lamentavelmente, algumas pessoas já estão fazendo juízo de valor. O secretário veio com muita humildade, sem protocolarmos qualquer requerimento. Pelas informações que tenho, ele já pediu um laudo pericial dessa peça e tudo será esclarecido, não a mim, mas a todos dessa casa legislativa”, disse.

Oposição quer CPI

Vereadores da oposição ao prefeito David Almeida na CMM tentam aprovar a abertura de uma CPI, que foi solicitada pelos vereadores William Alemão (Cidadania), Rodrigo Guedes (Podemos) e Capitão Carpê (Republicanos). A propositura precisa de 14 assinaturas para ser aprovada, ou seja, um terço dos parlamentares da Casa Legislativa, que possui 41 vereadores.

“Esta Casa não pode se curvar. Se estão falando que é ‘fake news’, a prefeitura deve recorrer à Polícia Federal para que isso seja apurado em uma investigação, o que não foi feito até o momento”, destacou William Alemão.

O vereador Lissandro Breval (Avante) foi o último parlamentar a assinar o requerimento, nesta terça-feira. “A prefeitura vai sim ter que explicar o que foram as cenas que vimos em vídeo divulgado pelo Portal Metrópoles. É grave a denúncia, corrupção, caixa 2. Já existe boletim de ocorrência, denúncia no Ministério Público e vai ser esclarecido sim o que aconteceu”, denunciou. 

Exoneração

A situação de Israel Conte tem ficado insustentável dentro da Prefeitura de Manaus, após a veiculação de imagens que mostram o motorista de um portal de notícias recebendo dinheiro em espécie dentro da sede da Semcom. O vídeo irritou o Executivo Municipal, que mandou apurar as circunstâncias dos fatos.

Informações de bastidores apuradas pelo portal Panorama Real dão conta que o secretário Israel Conte deverá ser exonerado pelo prefeito David Almeida.

Considerado como um dos responsáveis pelo fracasso na divulgação do trabalho da Prefeitura de Manaus, Israel Conte é visto com uma pessoa “arrogante” e “prepotente” pelos próprios secretários municipais – que reclamam da péssima veiculação das ações de suas pastas -, por vereadores da base aliada do prefeito e profissionais de comunicação.