TRE-AM desaprova contas e Alfredo Nascimento terá que devolver R$ 125 mil

Os magistrados ficaram divididos com a decisão e com o empate, o presidente do pleno, desembargador Jorge Lins

O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), nesta segunda-feira (06/05), desaprovou a prestação de contas do ex-senador Alfredo Nascimento (PL) referente à sua campanha das eleições de 2022, onde ele foi candidato a deputado federal. O presidente do Partido Liberal no Amazonas deverá devolver a quantia de R$ 125 mil aos cofres públicos.

Os magistrados ficaram divididos com a decisão e com o empate, o presidente do pleno, desembargador Jorge Lins, deu o voto final acompanhando o relator do caso, o juiz Marcelo Pires Soares, e confirmou a desaprovação das contas de Alfredo Nascimento. Ele também determinou o ressarcimento dos R$ 125 mil aos cofres públicos.

Alfredo Nascimento, que divulgou foto ao lado de Jair Bolsonaro antes da alta médica, não se pronunciou sobre a condenaçao. A assessoria de imprensa do PL-Am informou que o político deve recorrer da decisão.

Análise do MPE

Segundo o Ministério Público Eleitoral (MPE), o relatório técnico preliminar sobre a prestação de contas de Alfredo Nascimento apontou “impropriedades e irregularidades”. Dentre as irregularidades apontadas, estão: entrega de documentos e relatórios fora do prazo, omissão de despesas e uso irregular do Fundo Eleitoral.

O órgão intimou Alfredo Nascimento, que enviou sua manifestação já fora do prazo concedido. O relatório final deu parecer pela desaprovação das contas do ex-senador.